0

Um jovem norte-americano criou um cenário, no mínimo, original para pedir a namorada em casamento. No pedido participou uma escolta policial que apontou armas ao noivo.

Quando o namorado de Shawna Blackmon a deixou pendurada no restaurante onde tinham jantar marcado, no estado do Alabama, EUA, na noite de sexta-feira, a jovem ficou irritada. O desagrado transformou-se em preocupação ao perceber que Daiwon McPherson não lhe atendia as chamadas.

Entretanto, uma amiga ligou-lhe a dizer que Daiwon - que fazia parte de um grupo de motoqueiros - estava a ser perseguido pela polícia numa estação de serviço próxima, o que apressou Shawna a ir ao encontro do local, onde estariam também os colegas motoqueiros do seu namorado.

Quando Shawna chegou à bomba de gasolina, deparou-se com um forte aparato policial, com direito a agentes, carros e motas de polícia, armas e sirenes.

Daiwon estava ajoelhado no chão rodeado de agentes e com supostas pistolas apontadas para si. "No chão! No chão já!", gritavam-lhe os polícias.

Shawna tentou manter a calma e controlar a situação, afastando as forças de segurança, que a mandaram tirar a arma que o namorado teria dentro do casaco.

"Eu tiro. Afastem-se, eu tiro", respondeu a jovem, visivelmente preocupada com o sucedido e, certamente, nada à espera do que viria a acontecer. Tão preocupada que não reparou que os agentes estavam a segurar armas de choque e não pistolas verdadeiras.

Ao tirar a suposta arma do casaco do namorado, a surpresa foi outra. Era, afinal, um anel de noivado. Todo o aparato policial tinha sido encenado.


O vídeo do pedido de casamento, publicado na terça-feira por um amigo do casal, já tem mais de 10 milhões de visualizações.

Enviar um comentário

 
Top